VOCÊ   SABIA???
texto de José Ouverney, publicado no site www.falandodetrova.com.br, na coluna:o link    
http://falandodetrova.com.br/ouverneyconverso )

 

=   Nos concursos coordenados pela UBT – União Brasileira de Trovadores, conforme aprovado em reunião de julho/2015, os responsáveis por esses concursos poderão, além do tradicional envio pelo Sistema de Envelopes,  incluir a opção de recebimento Via Internet.  As instruções constam do Boletim Nacional da entidade, dezembro/2015, e também poderão ser encontradas no site Falando de Trova, bastando clicar em
                       http://falandodetrova.com.br/palavras1
 
=   Outra coisa: na mesma reunião foi aprovado também: a forma apocopada “Pra”, que só era permitida em trovas humorísticas, agora, nos concursos, também pode ser utilizada em líricas, filosóficas, etc.  O grande perigo é que, como não temos visto divulgação disso, membros que compõem comissões julgadoras talvez não estejam sabendo dessa deliberação.  É importante os responsáveis pela realização de coincursos de trovas instruírem suas bancadas examinadoras, para (pra) que evitem cometer injustiças contra esse ou aquele concorrente.
 
=   Quanto às rimas envolvendo palavras com finais “il/iu”, “el/éu”,  “au/al”, etc, continuam impedidas de ser utilizadas em concursos sob  responsabilidade da União Brasileira de Trovadores.   Evite enviar trovas como esta, por exemplo, composta por um certo “magnífico trovador”, rs:
 
O regulamento hostil
a minha trova excluiu
porque  rimei “viu” com “vil”
e, “abril”,  rimei com "abriu”!