Alguns eventos de trovas no Brasil costumam promover, paralelamente, desfile e eleição da Musa do Evento.  Nova Friburgo, cidade pioneira na organização do que chamamos de “Jogos Florais”, iniciou essa tradição em 1960.  E assim ocorre até nossos dias.  Nove candidatas concorrem, representando as deusas

CALÍOPE: Musa da Poesia Épica,
CLIO: Musa da História,
ERATO: Musa da Poesia Lírica,
EUTERPE: Musa da Música,
MELPOMENE: Musa da Tragédia,
POLYMNIA: Musa da Eloquência,
THALIA: Musa da Comédia,
TERPSÍCORE: Musa da Dança e
URÂNIA: Musa da Astronomia.

 
          Cada musa representa um trovador premiado e, além de desfilar, declama a trova do seu “padrinho” ou “madrinha”. Após a proclamação do resultado, a alegria da Musa vencedora é a mesma do trovador que a apadrinhou.  Digo isto porque já tive essa ventura de, por duas vezes ver minhas “afilhadas” vencerem o concurso: Gisiane Lopes, em 2001, e Mayara, em 2003.
 
          Reportando agora aos eventos mais recentes, em 2012, em Friburgo, venceu a belíssima Musa Taynara Gulart, amadrinhada pela jovem trovadora Mara Garcia, de Caicó/RN.  Em 2013, cuja noite de gala ocorreu em 01 de junho, foi eleita a também belíssima Musa Ana Luísa Moraes, apadrinhada pelo trovador Francisco Garcia que, por uma dessas marotas ingerências do acaso, não só é também de Caicó, como é o pai da trovadora Mara Garcia, que, conforme descrito,  no ano anterior comemorara o feito.
 
          Diga-se de passagem, de uns três anos para cá essa comunhão Nordeste/Sul/Sudeste tem revelado saborosos frutos.  Além das constantes classificações nos mais variados concursos trovísticos, nossos irmãos nordestinos têm também promovido eventos arrebatadores notadamente em Natal e em Caicó, arrastando para lá dezenas de poetas praticantes do gênero. E não só são talentosos e festeiros, como também têm-se revelado portadores de um incrível “pé-quente”!  A tal ponto que, a partir de agora, as candidatas a Musa dos Jogos Florais de Nova Friburgo passarão a ficar torcendo para que, no sorteio dos padrinhos, apareça alguém do Rio Grande do Norte.
 
          Caicó, a querida cidade do sertão potiguar, carinhosamente chamada de “Rainha do Seridó”, além de ser bi-campeã de trovas em Nova Friburgo, é também bi-campeã em “apadrinhamento de musas”.
 
Se a chuva por lá é escassa,
no Rio Grande do Norte,
com esses irmãos na “praça”,
chovem competência e sorte!
 
          A bênção, padim!