"PRÓ-MEMÓRIA na UBTN: Data de fundação"​

     Quando entrei na UBT e me interessei pela história da entidade, uma das primeiras polêmicas que acompanhei desde logo era a que Maria Nascimento mantinha com Izo Goldman
sobre a data de fundação da entidade que, na realidade, deu-se no dia 21 de agosto de 1966. Naquela data foi assinada a ata de fundação por cerca de 80 trovadores, dos quais ainda
estão vivos pelo menos dois que conheço: Maria Nascimento e Sérgio Fonseca. De agosto/66 a Janeiro/67 houve uma diretoria provisória muito produtiva com Luiz Otávio, presidente,
e Vasco de Castro Lima, vice. Nestes meses, foram criados, num esforço concentrado de trabalho e dedicação, os Estatutos Nacionais da UBT e regulamentos importantíssimos como
o dos Jogos Florais.

     Tudo isto está publicado no jornal "Trovas e Trovadores" - órgão oficial da UBT na época, e no livro A TROVA, Raízes e Florescimento - UBT, coordenado por Carolina Ramos, nas
págs. 41 e 322/3. Como, então, simplesmente omitir-se este período amplamente documentado, quando foi construído o arcabouço dos regulamentos da UBT, como se não tivesse existido?
Já que a UBTN atual criou, em boa hora, o PROJETO PRÓ-MEMÓRIA, que tal começar a levantar a verdade histórica dentro de casa com a data da sua própria fundação? Sérgio Fonseca,
nosso associado até hoje, conversou com a presidente nacional na última reunião da UBT-Rio, e Maria Nascimento tem as cópias de "Trovas e Trovadores" desde os tempos do GBT.

     Esta é a minha contribuição para esta coluna, por cuja criação parabenizo o "Falando de Trova" !
 

                     NOTA texto elaborado pelo Prof. Renato Alves, que é Vice-Presidente Administrativo da UBT,  seção cidade do Rio de Janeiro.